terça-feira, 7 de julho de 2009

"A hora da partida"


O ano lectivo chegou ao fim e é "A hora da partida". É hora de descanso, de sol, de leitura, de poesia...


"A hora da partida"

A hora da partida soa quando
Escurece o jardim e o vento passa,
Estala o chão e as portas batem, quando
A noite cada nó em si deslaça.

A hora da partida soa quando
as árvores parecem inspiradas
Como se tudo nelas germinasse.

Soa quando no fundo dos espelhos
Me é estranha e longínqua a minha face
E de mim se desprende a minha vida.


Sophia de Mello Breyner Andresen
A Equipa da BE/CRE agradece a todos quantos com ela colaboraram e deseja BOAS FÉRIAS com muitas leituras!

quinta-feira, 2 de julho de 2009

Estatísticas da Biblioteca Escolar - 3º Período


Nº total de requisições domiciliárias - 80

Classes (CDU) dos documentos mais consultados:

1º - 8 Língua. Linguística. Literatura. (91,2%)

2º - 3 Ciências Sociais. Educação. (13,7%)


3º - 5 Matemática e Ciências Naturais. (3,7%)

Nº de utilizadores:

Alunos – 66

Professores –
39

Não docentes – 6

Nº de requisições para sala de aula:


52 requisições, correspondendo a 129 documentos
Além dos documentos livro e não-livro, houve 50 requisições das caixas de calculadoras e da caixa de material de geometria; 97 requisições de projector, máquinas fotográficas, máquina da filmar e de rádio/leitor de CD.
“Melhor Leitor” do ano:
  • Alunos - Diogo Chaves
  • Professores - Liliana Milhinhos
  • Funcionários - Capitulina Roxo

Livro mais requisitado - Pânico nos Himalaias de Geronimo Stilton

CD mais requisitado - 4Taste

DVD mais visto - WALL.E


Fórum RBE



Foi no passado dia 26 de Junho p.p., num dos pavilhões da FIL (Parque das Nações) que se realizou o I Fórum da Rede de Bibliotecas Escolares, no qual participaram cerca de 1500 pessoas. O espaço pleno de sobriedade e bom gosto proporcionou um ambiente de festa, de reencontros, de afectos. Ao longo do dia, na voz dos vários oradores que intervieram neste Fórum, valorizou-se a sustentabilidade, construída ao longo dos últimos 13 anos, do Programa Rede de Bibliotecas Escolares. Foram igualmente perspectivados os desafios que as escolas, as bibliotecas escolares e os restantes parceiros têm e terão na construção de saberes e de uma "Sociedade Cognitiva".


Maria Teresa Semedo
(Coordenadora Inter-concelhia da Rede de Bibliotecas Escolares)

Segurança na Internet e Ética da Informação

«Em 3 de Junho de 2009, pelas 19h30, na disciplina de Cultura Língua e Comunicação (Formações Modulares), foi feita uma apresentação sobre Segurança na Internet num ponto de vista mais pedagógico, pela Coordenadora da Biblioteca desta Escola, a professora Fernanda Cunha.
É do conhecimento geral que a Internet, nos dias que correm, está enraizada em qualquer nível de ensino, com mais ou menos importância. Logo, importa referir que a informação corre o risco de ser manipulada e alterada, podendo nem sempre ser fidedigna; por isso é sempre importante haver alguém que sugira os sítios a aceder, como professores, por exemplo, verificar se os textos são de alguém reconhecido, se o sítio a que se acede tem os contactos para se tirarem dúvidas que possam existir. É de grande utilidade aceder a vários sítios sobre o mesmo tema, para se comparar dados; e não devemos só consultar a Internet, as bibliotecas também são um bom recurso.
Um aspecto eticamente relevante tem a ver com a Lei do Copyright (autoria dos produtos). De que serve copiar/colar sem se perceber o que o texto quer dizer, sem o entender? Será melhor tentar compreender e, pelas nossas próprias palavras, raciocínio e aprendizagem, redigir um texto novo - até como valorização pessoal é mais gratificante, se for esse o nosso desejo.
A Internet veio mudar a vida familiar, a vida escolar e a vida na sociedade. Com estas novas tecnologias, "quase" já não precisamos dos nossos amigos ao lado para brincar, estudar, conviver. As novas tecnologias vieram fazer com que as pessoas interajam menos umas com as outras, se isolem mais e isso é uma das desvantagens das novas tecnologias. As vantagens são uma maior oferta, quase infinita, de informação, está tudo à distância de um "clic". Importa referir que tudo tem regras e segurança e que devem ser utilizadas de forma responsável, respeitando os direitos de propriedade intelectual.»
João Paulo Ribeiro Fortunato ( aluno de Formações Modulares)

Exposição “A Ciência e a Vida” de 16 de Junho a 3 de Julho




A Ciência, a Tecnologia e a Inovação caminham juntas para o desenvolvimento e a melhoria de vida dos povos. Desde a Antiguidade Oriental, vários povos já desenvolviam conhecimentos científicos, tais como a mumificação, o uso de plantas medicinais, a acupunctura, entre outros. Muitas doenças que aos olhos dos nossos antepassados eram incuráveis, hoje são perfeitamente normais e tratadas de maneiras bem simples.
Afinal, o que seríamos sem a ciência? Quanto tempo viveríamos? Já teríamos visto a Terra, a partir do Espaço? Saberíamos como é a nossa vida dentro do útero materno? Conheceríamos o ciclo da água? Conseguiríamos ver o corpo humano por dentro? Saberíamos tanto sobre os animais e as plantas?
A BE/CRE e o Departamento de Matemática e Ciências Experimentais, cientes da importância da implementação de uma educação científica eficaz, que capacite os jovens de conhecimentos, mas também, de atitudes e valores que lhes permitam agir de forma crítica, para que se tornem cidadãos activos e intervenientes propuseram a realização da “Exposição a Ciência e Vida”.
Neste espaço, serão apresentados os trabalhos realizados por alunos de todos os ciclos de aprendizagem, das várias escolas do Agrupamento no âmbito do desenvolvimento curricular.
Obrigado a todos pela colaboração!

A BE/CRE e Departamento de Matemática e Ciências Experimentais